Um Guia para Principiantes na Construção de um Website WordPress

by WP Universe

Ter um website próprio é uma bênção para o teu negócio, especialmente no mundo pós-COVID, onde a tua presença online realmente conta.

Os websites são uma plataforma eficiente para vender os teus produtos e serviços, construir a tua base de clientes, e aumentar a escala do teu negócio a longo prazo.

Então, será que a ideia de criar o teu website alguma vez te impressionou?

Se sim, então o que te impede?

Ainda pensas que um website consome um monte de recursos e precisa necessariamente de habilidades de codificação?

Deixa-me mostrar-te o contrário!

Hoje em dia, qualquer pessoa com conhecimentos básicos de informática pode criar um website.

Eu sei que parece assustador no início, mas as ferramentas modernas simplificaram o processo onde podes começar e gerir o teu website sem qualquer problema ou necessidade de conhecimentos de codificação.

Enquanto há uma infinidade de plataformas disponíveis como Wix, Blogger, WordPress e outros construtores de websites, o WordPress destaca-se no meio da multidão.

É uma interface fácil de usar, repleta de funcionalidades e funcionalidades poderosas. Por isso, tornou-se a ferramenta de trabalho de todos para construir um site fantástico a partir do zero.

Por isso, se já ouviste falar do WordPress, mas não fazes ideia de como o iniciar.

Eu estou aqui para ajudar!

Neste artigo, vou partilhar contigo o processo passo-a-passo para criar um website no WordPress, independentemente de possuíres zero conhecimentos de codificação.

Fica atento!

O que é exactamente o WordPress, e porque o deves escolher?

WordPress é um software de código aberto que podes utilizar para construir um website, uma aplicação ou um blog.

É basicamente um Sistema de Gestão de Conteúdos (CMS) e vem com um sistema de template e arquitectura de plugins.

Como resultado, abre o caminho para a personalização do teu website em maior escala para que possas complementar a sua aparência e sentir-te à medida do teu negócio.

Quer queiras fazer uma loja online, um blog, um portfolio, ou um website de negócios para vender os teus serviços, pode ser o teu ajuste perfeito.

Actualmente, 38% da Internet utiliza o WordPress, cobrindo alguns dos principais sites de notícias para blogs de hobby.

Alguns dos atributos do WordPress:

  • Desenhos totalmente personalizáveis
  • Mais de 55,000 plugins para uma experiência impecável no site
  • Mais de 3,000 temas bonitos e profissionais
  • SEO-friendly
  • Alta performance
  • Capacidade de resposta móvel
  • Segurança apertada
  • Painel de instrumentos poderoso
  • Acessível e fácil
  • Comunidade robusta com centenas de milhares de proprietários de sites, criadores de conteúdo e desenvolvedores espalhados pelo mundo
  • Para além do facto de o WordPress ser GRÁTIS de utilizar, também suporta serviços de alojamento múltiplo com MySQL e PHP. Além disso, eles actualizam-no constantemente com novas versões do WordPress para melhorar a segurança, melhorar o desempenho e adicionar novas funcionalidades.

Mas espera.

Estás a pensar se eu estou a dizer que o WordPress é GRATUITO para usar, e ouviste pessoas a pagar por websites construídos com base no WordPress?

Prepara-te para limpar todas as tuas confusões porque eu vou explicar na próxima secção.

WordPress.org vs. WordPress.com

Podes alojar o teu site WordPress de duas maneiras, através de:

  • WordPress.org
  • WordPress.com

A diferença entre eles existe devido a uma coisa – quem hospeda o teu site WordPress.

WordPress.org é uma plataforma não comercial e o site principal onde podes descarregar o software WordPress, encontrar plugins e temas gratuitos, ler guias passo-a-passo, discutir nos seus fóruns, e muito mais.

Esta é uma solução auto-hospedada. Para isso, precisas de comprar um nome de domínio e alojamento web a um terceiro que precisa que pagues uma certa quantia com base nos serviços que escolhes.

O WordPress.com, por outro lado, é propriedade da Automattic & Matt Mullenberg, os criadores do WordPress.

É um serviço baseado em assinaturas e vem com contas grátis e pagas. Aqui, não precisas necessariamente de comprar um nome de domínio ou alojamento web a terceiros.

Com uma conta grátis, receberás o teu nome de domínio, algo como isto: o teuwebsite.wordpress.com.

Podes actualizar o teu plano sempre que quiseres, pagando qualquer um dos seus planos, a partir de $2.99/mês, facturado anualmente.

Recebes um nome de domínio personalizado juntamente com tantas outras funcionalidades úteis para o teu website.

Espero que a confusão desapareça à medida que lês esta explicação.

Por isso, a questão surge agora.

Qual deves escolher entre os dois?

Apesar de o WordPress.com oferecer funcionalidades poderosas, personalização e controlo, as opções são, no entanto, limitadas aqui.

Além disso, se não gostares do serviço devido a qualquer razão, estás novamente preso.

Se me perguntares, vou optar pelo auto-hospedagem.

Proporciona controlo total sobre tudo no teu site e é rentável a longo prazo quando o monetizas, sem te restringir.

Além disso, tens a opção de mudar o teu anfitrião a qualquer altura se não estiveres satisfeito com o serviço.

A seguir, vamos descobrir o processo gradual de criar um site WordPress a partir do zero sem teres de contratar um fornecedor de serviços que pode cobrar grandes quantias por coisas que podes fazer de bricolage em casa.

1. Regista um nome de domínio

Um nome de domínio refere-se ao endereço online do teu website que as pessoas escrevem para visitarem o teu site. Em termos simples, é o endereço do teu site ou URL, que é o primeiro passo para a criação do teu site.

É semelhante ao endereço da tua casa, representando onde no mundo a tua casa está localizada.

Para obteres um nome de domínio, podes contactar um fornecedor de nomes de domínio online como GoDaddy, NameCheap, etc.

Em alternativa, podes também verificar alguns planos de alojamento web como A2 Hosting, que pode fornecer um nome de domínio gratuito com o plano de alojamento.

Dicas profissionais para escolheres o nome de domínio do teu site:

  • O nome de domínio deve ser relevante para o conteúdo do teu site.
  • Tenta incluir palavras-chave relacionadas com o teu negócio, se possível, e soar bem. Por exemplo, se eu criar um blog de tecnologia, posso incluir palavras-chave como “tech”, “techno”, etc.
  • Mantém-no curto e simples.
  • Selecciona uma extensão apropriada como .com, .org, .net, e muito mais. Eles transmitem algum significado específico; por exemplo, .com é usado para um anúncio enquanto .org é para organizações. Por isso, escolhe com base no que é o teu website.
  • Vê isto para encontrares um nome de domínio perfeito.

2. Compra um alojamento web

Este, digo-te, é um dos passos mais importantes na criação do teu website.

Tem um papel importante na determinação do desempenho do teu site, da sua segurança, e de quanto podes extrair benefícios do mesmo.

Quando exploras fornecedores de alojamento web como Bluehost, SiteGround, HostGator, podes ver que eles fornecem diferentes tipos de serviços de alojamento, como por exemplo:

Partilhados: Vários sites partilham o mesmo servidor, o que inclui a sua memória, largura de banda, e espaço em disco. É a opção mais económica e boa para experimentar para o principiante.

Managed WordPress: é uma óptima opção que fornece serviços de gestão centrados no WordPress com o plano de alojamento. Se estás à procura de um serviço e suporte premium, então vai a isto. Um bom exemplo é o Kinsta.

Virtual Private Server (VPS): aqui, partilhas o teu servidor com outros, mas os utilizadores são bastante limitados. É um bocado caro, mas consegues melhor segurança e recursos de servidor por velocidade.

Dedicado: Tens controlo total, largura de banda e armazenamento nos recursos do servidor, excepto tu, que não és o dono. Pode ser muito caro e seguro mas não é uma opção económica para pequenas empresas.

Nuvem: O tipo de alojamento fiável e descentralizado só precisa que pagues pelos recursos que consomes. É bastante semelhante ao alojamento VPS, mas aqui os recursos são atribuídos a um monte de várias máquinas. É óptimo para escalares o teu website, pois oferece flexibilidade extra, armazenamento e desempenho.

Por isso, podes escolher qualquer um dos planos de alojamento acima referidos com base no tipo de website que queres criar depois de assumires a necessidade de memória, espaço, e outros recursos juntamente com o custo.

Dicas profissionais para escolheres um alojamento web:

  • Verifica o serviço de migração para que possas mover o teu site para outro alojamento, se não estiveres satisfeito com os seus serviços.
  • Descobre se suporta HTTPS e fornece certificação SSL para segurança.
  • Pensa sempre no número .de websites que queres criar agora ou tem planos para criar mais websites num futuro próximo.
  • Uma versão do MySQL e PHP que suporta software WordPress.
  • Dá uma vista de olhos nas suas instalações de apoio, serviços de apoio ao cliente, e ética como a eco-amizade.
  • Nível de suporte

3. Instalar e configurar o WordPress

Depois de comprares o teu nome de domínio e alojamento web, receberás um e-mail da equipa de suporte com detalhes que podes usar para acederes ao teu perfil e começares a trabalhar no teu website.

Estás intimidado a pensar que a instalação e a configuração são aspectos puramente técnicos em que não tens experiência?

Por favor não fiques!

Para tornar as coisas mais simples, os fornecedores de alojamento de renome oferecem uma instalação com um clique para o WordPress, onde podes instalar a sua última versão em minutos.

Por exemplo, se escolheres o Bluehost, ele mostra um simples assistente para avançar com a instalação.

No cPanel, rola para baixo e carrega no ícone “WordPress”.
Vais ver a opção Instalação Rápida para fazeres o download do WordPress. Clica em “Comece”.
A seguir, selecciona o teu nome de domínio. É onde o teu site WordPress vai ser alojado.

Clica em “Next” (Seguinte).
Introduz o nome do teu site, a password de administrador e o nome de utilizador de administrador. Clica em “Instalar” para continuar.


Quando a tua instalação estiver concluída, aparecerá uma mensagem – “Installation complete”.

Clica no link fornecido para encontrares o teu URL de login do WordPress juntamente com a palavra-passe.

E adivinha o quê?

É isto!

O teu novíssimo site WordPress está pronto!

Inicia sessão com o teu nome de utilizador e palavra-passe para começares a trabalhar no teu novo website.

Vê este guia para alojares o teu site no SiteGround.

4. Escolhe um tema e plugins para WordPress

Agora vem a parte excitante, o design, e a aparência!

Os temas realçam o aspecto do teu website.

Graças ao WordPress, ele fornece uma infinidade de belos temas para fazeres a transformação do teu site. Tem vários modelos, layouts, cores, estilos de formatação, e outras opções de design.

Dá ao teu site um aspecto marcante e profissional, sem a ajuda de um designer profissional.

Se quiseres, também podes ir a outros fornecedores de terceiros como Astra Themes, que fornece temas premium para melhorar ainda mais a aparência.

Da mesma forma, podes instalar alguns plugins úteis no teu website para funcionalidades adicionais como melhor segurança, SEO, formulários de contacto, Google Analytics, e muito mais.

Actualmente, o WordPress fornece mais de 55,000 plugins completamente GRATUITOS à tua disposição.

Aqui estão alguns plugins populares que podes experimentar:

  • Yoast SEO para te ajudar com o teu SEO on-page.
  • TablePress para incluir tabelas no teu site.
  • Sucuri para auditoria de segurança do site, assim como protecção contra malware.
  • WP Super Cache para melhorar a velocidade do site, e mais.
  • Podes também verificar alguns outros mercados como o CodeCanyon para mais plugins.

5. Adiciona páginas e conteúdos para o teu website

Agora que o teu design está pronto para começar o layout do website, criando páginas essenciais no teu website, como por exemplo:

  • Página inicial.
  • Sobre nós/página mim.
  • Produto/serviços.
  • Página de contacto.
  • Secção Blog.
  • Páginas de comércio electrónico como termos de serviço, política de privacidade, política de reembolso, política de envio, e mais.
  • Acrescenta conteúdo de alta qualidade a cada uma destas páginas. Mas, deve ser relevante e explicar o teu negócio nos termos mais simples, facilmente legível e compreensível para os leitores, evita o jargão.

Continua a adicionar mensagens relacionadas com o teu nicho para aumentares o teu alcance orgânico e, lentamente, escalar o teu negócio, aumentando a tua lista de emails com newsletters e outras ferramentas orientadas para a conversão, a longo prazo.

6. Personaliza o teu website

Podes personalizar o teu site para o tornares mais atractivo e fácil de usar.

Página estática/dinâmica: Podes optar por manter o conteúdo de um site em particular estático ou dinâmico.

Por exemplo, para a página inicial, podes torná-la dinâmica para torná-la atractiva enquanto podes tornar a página “sobre nós” estática.

Podes alterá-la nas “definições” e em “ecrãs da primeira página” e depois guardar as alterações.

Título: Afina o título e a tagline do teu website, indo a “definições gerais”.

Barra de navegação: Torna fácil para os teus visitantes encontrar informação no teu website, personalizando a navegação do teu site.

Clica em “Aparência”, seguido de “menus”. Determina quantas páginas queres manter e inclui links úteis.

Comenta as definições: Não deixes que os spammers visem a tua secção de comentários. Para isso, activa a opção de moderação de comentários no teu site a partir de “discussão”.

7. Optimiza o teu conteúdo para SEO e desempenho

Já fizeste tudo, mesmo assim, não consegues ver os resultados que esperavas.

Triste!

Mas qual é a razão?

A má classificação do teu website pode ser o culpado. Isso não significa que tenhas de voltar para terminar um curso de marketing digital e depois trabalhar no teu site.

Podes, mas tu és bom, mesmo que não o faças.

Utiliza plugins de SEO como Yoast SEO, como explicado acima, e optimiza o teu conteúdo para que o SEO aumente a tua visibilidade.

Optimiza as ligações permanentes, títulos, subtítulos, vídeos e imagens, e outros media.

Da mesma forma, a velocidade tem um papel importante no sucesso do teu website.

Como ninguém gosta de esperar, não deixes os visitantes escaparem do teu site devido à baixa velocidade de carregamento da página.

Melhora o desempenho do site activando o cache do browser para guardar os dados do teu site nos browsers dos visitantes.

Aumenta a velocidade de carregamento do site uma vez que as páginas não precisam de ser processadas novamente para reaparecerem.

Além disso, também existem plugins aplicáveis para isso; instala-os e acelera o teu site.

8. Presta atenção à segurança do teu site.

Podes saber como a internet é vulnerável.

Como criaste o teu website do zero e o criaste como uma criança, nunca queres que ninguém a prejudique de forma alguma. Por isso, mantém o teu site seguro, abordando algumas indicações importantes:

  • Fortalece a tua página de administração e a tua página de login para a protegeres de ataques de força bruta.
  • Utiliza apenas plugins e temas de fontes fiáveis e autorizadas.
  • Vai para backups de rotina.
  • Está em linha com o cumprimento.
  • Vai para HTTPS e não HTTP, e instala a certificação SSL.
  • Experimenta plugins de segurança como Bulletproof Security, Wordfence, iThemes security, etc.

9. Analisa e ganha

Depois de fazeres grandes esforços na construção e manutenção do teu site, descobre sempre como é que o teu site se está a sair.

Para isso, usa a análise do website para compreenderes o tráfego, taxas de conversão, conteúdo e outras métricas que te ajudam a determinar as tuas falhas, e podes posteriormente melhorá-las para alcançares mais sucesso.

Podes experimentar o Google Analytics e outros plugins como o Jetpack com o mesmo objectivo.

Obtém lucros bonitos rentabilizando o teu blog e website. O WordPress permite-te incluir o Google Adsense, links de afiliados, anúncios, banners, etc.

Além disso, podes integrar na perfeição fornecedores de pagamentos como o PayPal para transacções fáceis em todo o mundo.

Conclusão

Criar um website é o primeiro passo para construir um negócio online de sucesso.

Mesmo que sejas um novato completo a querer criar um website sem conhecimentos de codificação, o WordPress facilitou-te a vida.

Assim, aproveita a oportunidade à medida que os negócios online estão a florescer.

Cria o teu website hoje mesmo em WordPress!

Leave a Comment